Friday, January 29, 2016

Dilma da 83 bilhões para empresas

Saiu na "Folha" online, hoje.
"Em um esforço para reativar a economia, o governo anunciou nesta quinta-feira (28) medidas para destravar até R$ 83 bilhões em crédito para setores como habitação, agricultura, infraestrutura e pequenas e médias empresas.
O pacote conta com a atuação ativa dos bancos públicos e com o uso de recursos FGTS (do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), prevendo, inclusive, a possibilidade de trabalhadores usarem recursos do seu próprio saldo no fundo em garantia na obtenção de financiamentos consignados (com desconto em folha).
O anúncio foi feito durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, que reúne 92 participantes, entre empresários, sindicalistas e representantes da sociedade civil."
O que isso significa?
Que a Ursa está dando 83 bilhões de reais para empresários, dando barato dinheiro público. Aumentando o deficit publico em 83 bilhões de reais.  Para cobrir o rombo que ela, de propósito, está causando SEM A MENOR necessária, ela quer recriar a CPMF.  Povo brasileiro:  nada justifica esse colosso de dinheiro público sendo dado para empresas e empresários.  Nada!  nADa!  O Tesouro está em deficit, por isso essa Presidente quer impor a volta da CPMF!  Se falta dinheiro ao pais, por que ela faz uma despesa gigantesca e desnecessária dessas?
Mais:  nenhuma, NENHUMA contrapartida favorável ao povo será criada com esse presentao para ricos.  E mais pedalada fiscal.  Mais ataque aos recursos dos bancos públicos. Mas gastanca para favorecer uns poucos e aumentar o deficit público e as pressões inflacionárias.  
Esse Nelson Barbosa:  temos que exigir sua demissão.
Dilma:  a decisão desastrada de inventar um gasto de 83 bilhões de favores presentes para empresários, enquanto exige que o povo pague aponta com mais postos, já e mais a dentreuitas provas de que Dilma não sabe governar, sua atuação não tem nenhuma legitimidade, eh despótica e despreparada, e sobretudo temerária.  Nenhum agente público resolveria dar quase 100 bilhões aumentando o endividamento de  Erario já endividado!  Responsabidade fiscal?  Nenha!
Isso eh mais do que suficiente para o impeachment dela.  Quem diz que não ou eh burro, ou capacho bajulador, ou bandido.  Simples assim.

Thursday, January 28, 2016

Apelo ao Julgador -Supremo Tribunal Federal

Leio notícia de que o STF está dividido quanto a cassação do mandato de Eduardo Cunha, requerida pelo Procurador-Geral da República.
Os Ministros Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli seriam contrários a cassação, por entenderem que não há base legal para tanto.
Discordo.
Há embasamento de Direito de sobra.
De saída, um Deputado que mente para o povo não representa o povo;  ao povo prova ser indiferente e hostil, ao dele zombar: perguntado, Eduardo Cunha negou ter dinheiro no Exterior.  Logo em seguida, descobriu-se que tem 5 milhões de dólares estadunidenses em contas na Suíça.  De onde veio esse dinheiro, se ele é político há anos, portanto alguém com ganhos limitados ao teto constitucional?
Que decoro parlamentar?
Além disso,  outras pessoas investigadas pela Polícia Federal e acusadas em juízo alegaram ter recebido ameaças de morte de pessoas que trabalhavam para o Deputado.  Alguém dirá, isso não prova que ele estava de acordo; alguém dirá ainda, ele não foi condenado por nada.
Porém, um deputado deve representar o povo.  Se não tem a confiança do povo, ao qual e indiferente e do qual zomba, não tem condições de permanecer no cargo.
Não conheço um só cidadão que defenda esse sujeito.
Mas há um outro fator ainda mais significativo.  Eduardo Cunha é abertamente hostil as mulheres, que são MAIS DA METADE do povo brasileiro.  Essa constatação é mais do que suficiente para torná-lo totalmente incompatível com qualquer cargo público.
Eduardo Cunha, em 2008, disse que os direitos das mulheres eram "de somenos importância". Vejam minha postagem "Inimigos das Mulheres", de 2008.
Um deputado hostil a mais da metade da população brasileira é inimigo do povo todo. O qual não pode representar por incompatibilidade lógica.
Eduardo Cunha teve a iniciativa do Projeto de Lei que dificulta ao extremo o aborto de gravidez resultante de estupro, permitido desde 1940!  Para Eduardo Cunha, portanto, mulher não eh gente, não pensa, não sente, e o Estado e o marido ou qualquer vagabundo podem fazer o que bem entenderem com ela.
Essas razões são mais do que suficientes para tirar Cunha não  só da Presidência da Câmara, mas do Congresso.

Thursday, January 21, 2016

A Paulista Está um Lixo

Nunca antes na minha história na Pauliceia vi a Avenida Paulista tão decadente.  Tão lastimável!  O lixo nela se acumula.  Suas marquises foram invadidas por moradores de rua.  Transeuntes em estado alterado de consciência gritam.  Faz medo andar na Paulista a noite.
A Avenida Paulista, todas as noites da semana passada, parecia a Praça da Se.
Nas tardes de Domingo, perto da Augusta, acumulam-se vendedores ambulantes molambentos e o cheiro de maconha empesta o ar.
Há pouco tempo atrás, a Paulista era iluminada, limpa e segura.  Agora,  parece a boca do lixo.
Moradores da Paulista e região pagam o IPTU mais caro da cidade.  Porém, a omissão, quiçá a conivência, do Poder Público diante dessa situação não autorizam esse ônus.
Não podemos pagar mais impostos para agüentarmos vagabundos e bandidos drogados na porta de nossas casas;  para conviver com o cheiro de seus excrementos;  para sermos atropelados por skatistas que invadiram nossas calçadas.  Governador Geraldo Alckmin:  mande a PM tirar esse pessoal da Paulista e vigia-la.


Monday, January 04, 2016

Imunidade Tributária dos Templos - A Verdade Sobre a Assembleia de Deus

A imunidade tributária dos templos de qualquer culto tem que acabar no Brasil.
Há muitas igrejas com enorme capacidade de pagar impostos.
Começo pela Assembleia de Deus,  igreja da qual Cyborg, o Homem de Cinco Milhões de Dólares, é fiel.
Igreja de vários deputados federais da chamada "Bancada Evangélica", que recentemente aprovou o famigerado Estatuto da Família e o PL 5069/13, que dificulta ainda mais o já restrito direito ao aborto se a gravidez resulta de estupro.
Tenho amigo casado com fiel dessa igreja.
Nos cultos da Assembleia de Deus em Goiânia, as mulheres são separadas dos homens (!);  na igreja, mulheres solteiras e casadas não se misturam, porque as casadas têm "medo" de as solteiras levarem-lhes os maridos...
A Assembleia de Deus tem enorme capacidade de pagar impostos.  Funciona como qualquer empresa de venda online de produtos e  serviços.  Eis um instantâneo, tirado nesta data, da página de doações online da igreja:



Dá para pagar a Assembleia de Deus por cartão de crédito DE QUALQUER BANDEIRA, pelo moderníssimo PayPal, transferência ou boleto bancário...  
Quanto será que a Assembleia de Deus arrecadou em 2013, 2014, 2015?

Microcephaly: Abortion, Yes.

While microcephaly occurrences increase shamefully in Brazil, “lawyers” have already shown up, insisting that abortion be kept forbidden, if the foetus is affected with such disease.
Brazilian criminal law is one of the most repressive in the world, similar to those of the most brutal theocracies concerning abortion:  it only allows pregnancies to be interrupted if “there is no other way” to save the  woman’s life or if pregnancy results of rape.
Brazilian Congress,  dominated by either religious fanatics, either ignorant chauvinists, vindicates  nowadays even more restrictions on abortion rights.
Concerning abortion  of anencephalic foetuses,  the controversy reached the Brazilian Supreme Court, which  ruled that abortion does not violate the right to life in such cases (ADPF 54).
Microcephaly is an incurable condition which results in either physical and mental disability, making the affected individual entirely dependent upon someone else’s care for his/her entire life.


To find oneself pregnant of a foetus with microencephaly is finding oneself pregnant of a child destined never to be independant or healthy.  Of a child bound to bring emotional and financial burden on the family, especially on the mother, limiting her ability to study, travel, enjoy professional success.  All this is perfectly evitable, provided that Science may be used on behalf of the mother and the family:  if a women is allowed to chose whether to interrupt pregnancy, whether not.