Monday, January 08, 2007

Eu Amo Recife

Outubro de 2002. Decido, pela primeira vez na vida, comprar um pacote de Réveillon.
Antes, eu só saíra de Sampa para ficar na casa de familiares ou amigos.
Explico o que quero para a funcionária da operadora: cidade praiana, mas sem o auê de Porto Seguro. Peço um hotel com festa. Já estou interessada em Recife, que ela me recomenda.
Era o começo de uma paixão.
Este ano, lá fui eu de novo passar o Réveillon na capital do Leão do Norte.
Novamente, assaltou-me a vontade louca de prestar um concurso público federal e morar lá. Os recifenses recebem com carinho, a cidade respira arte, cultura e seus jornais deixam clara a paixão pela política. E a cor e a temperatura do mar...
Tudo deu certo: do vôo, que não partiu atrasado de Cumbica, à festa, na qual tive a sorte de ficar na mesa de uma baiana que também viajava só. Excelente companhia, mais moça do que eu, profissional das exatas. Após a festa, ela me levou para o mar, no qual entrou de roupa e tudo. Eu me limitei a molhar as canelas. Dançamos mais um pouco na calçada da praia.
No penúltimo dia, à tarde, visitei o Instituto Ricardo Brennand.
Esse homem teve um sonho: construir um castelo medieval que servisse de museu. Sem patrocínio (segundo informações que recebi de recifenses), ele levou a cabo seu projeto por sua conta e risco. O resultado lembra os sítios dos palácios europeus: uma longa via dá acesso à portaria do Instituto, composto das duas edificações estilo Tudor, lago e jardins. Nos jardins laterais, várias esculturas. No prédio à esquerda de quem ingressa, o museu voltado às artes plásticas, pinturas, esculturas, gravuras, e também museu de cera, loja e café; no prédio à direita, no castelo, armarias.
Enfim, o Instituto Ricardo Brennand é um lugar que convida ao sonho e ao conhecimento.
De Recife, já estou com saudades.

4 comments:

Hipólito - Professor Caiçara said...

Olá, por favor eu gostaria de saber se é de sua autoria o livro "Liberdade de manifestação do pensamento do servidor público".
Sou Professor de Educação Física e servidor Público Municipal, trechos deste livro foram usados em defesa de minhas liberdades constitucionais referente a queixa direcionada a Adm. Pública em minha cidade, São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo.
Gostaria de conseguir um exemplar de tal livro, tendo em vista que tal é de uso de membro da comissão processante, ao qual não tenho acesso.
Aguardo seu retorno,
Obrigado
Hipólito C. Santana
professorhipolito@yahoo.com.br
hipolitosantana@terra.com.br

Hipólito - Professor Caiçara said...

Olá, por favor eu gostaria de saber se é de sua autoria o livro "Liberdade de manifestação do pensamento do servidor público".
Sou Professor de Educação Física e servidor Público Municipal, trechos deste livro foram usados em defesa de minhas liberdades constitucionais referente a queixa direcionada a Adm. Pública em minha cidade, São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo.
Gostaria de conseguir um exemplar de tal livro, tendo em vista que tal é de uso de membro da comissão processante, ao qual não tenho acesso.
Aguardo seu retorno,
Obrigado
Hipólito C. Santana
professorhipolito@yahoo.com.br
hipolitosantana@terra.com.br

belinha said...

Olá Simone!Estou aqui há meia hora a ler o teu blog.E que boa escrita!Vou linkar-te para continuar lendo!saudações desde Portugal!

belinha said...

Já coloquei o link.Agora vais ter-me à perna.Também fui advogada mas deixei a prática.E também adoro escrever, gostaria até de um dia ser escritora.Mas por enquanto só vou mesmo escrevendo no blog...