Monday, July 24, 2006

Elsa & Fred

Hoje, assisti Elsa & Fred à tarde. Sugestão da melhor amiga.
Primeira surpresa: formou-se uma fila para a entrada. A sala do cinema lotou, encontrei dois lugares na terceira fileira, uma simpática senhora respondeu à minha pergunta, "estão vagos, meu bem ". Sentei-me na na pontinha, e logo chegou outra moça que ocupou o lugar vago à minha esquerda. Gostei dela também, conversou um pouco comigo antes da fita e... como eu, ousou estar ali sem ninguém mais.
Tinha muitos jovens, mas o público majoritário, naquela sessão, era maior de 60. Segunda boa surpresa: público comportado. Não se ouviam conversas durante a exibição, e nenhuma das risadas (muitas) foi abusiva. Mas que repressora é essa Simone Andréa! Como pode uma risada ser abusiva?
E como pode! Sabem aquelas pessoas que riem muito alto, como se todo o espaço sonoro lhes pertencesse e como se realmente tivessem a intenção de agredir? Uma vez, no Teatro João Caetano, tinha um moço idiota desses atrás de mim. Tive que pedir pro cara rir mais baixo. Ele ficou quietinho.
A melhor surpresa de todas foi ver que o filme, que no Frei Caneca Unibanco tinha como concorrentes duas salas exibindo "Piratas do Caribe", como Johnny Depp, mais outro com o Johnny Depp, lotou a sala. Lotou porque é um filme bonito, apesar de o jornal que costumo ler classificá-lo apenas como "regular". Nem tudo está perdido: há mais românticos nesta hoje horrível Sampa do que eu supunha.
O Fred está viúvo e acaba de se mudar para um apartamento. Lá, ele tem a Elsa como vizinha. Um incidente os aproxima. A Elsa começa. É. Quem toma a iniciativa da conquista é ela.
Não conto o resto do filme. É romântico à moda antiga. Corram para o cinema mais próximo e... boa sessão.

No comments: